Para os adeptos da decoração contemporânea, a arte de rua é uma saída despojada e cheia de estilo para os ambientes


Mudar a decoração da casa é uma forma de renovar os ares e o próprio estado de espírito. E fazer pequenas ou grandes mudanças pode parecer desafiador no início, mas acaba sendo divertido durante e principalmente após o processo. Uma forma de fazer isso acontecer é optar por estilos urbanos e irreverentes como a arte de rua.

Diferente do que se possa pensar, ela não está restrita ao grafite, mas é presente em diversas vertentes de traços, cores e técnicas. Para dar ares de galeria de arte aos ambientes, veja a seguir como adotar a tendência a partir de acessórios e escolhas para uma casa mais moderna e cheia de personalidade.

Arte de rua: Bem-vinda em qualquer ambiente 

Mesmo sendo um estilo de decoração marcante, a arte de rua é bem-vinda em qualquer cômodo da casa. Ela pode tanto ser o padrão para todos os ambientes, como ser o diferencial em alguns deles, como a área externa, a sala de estar ou o quarto

Além do grafite, você pode aplicar a tendência com desenhos à mão, lambe-lambe e colagens, que representam outras formas de expressão da arte urbana. A partir de intervenções que misturam diferentes elementos, a casa passa a ter um novo visual que prioriza a criatividade.

Entre os acessórios com este estilo, há os que podem ser usados tanto na cozinha quanto no ateliê, há os que servem para decoração, para servir, para arrumar… Para o que mais você quiser. Há os que adornam o sofá e os que se destacam na cama, os feitos para lembrar da hora e os para não esquecer dos compromissos.

Personalidade com cores e formas 

Os elementos da arte de rua se expressam por cores, formas e materiais que podem trazer um ar de galeria de arte para dentro de casa. Contornos e cores preenchem espaços que animam ambientes como a área externa, o quarto das crianças e até a lavanderia. Basta usar a criatividade para colocar símbolos do movimento em acessórios ou mesmo nas paredes.

Se quiser evitar carregar muito o visual, escolha um canto específico do cômodo para colocar os objetos ou materiais artísticos. Aos poucos, você pode ir adicionando novos itens e tornando aquele espaço 100% personalizado. Quanto às cores, vale optar pelas suas preferidas, considerando a sensação que cada uma pode passar.

Solução para renovar sempre que quiser

Toda arrumação ou mudança em casa traz um ar de novidade para os dias. Mas é normal acabar enjoando de uma escolha ou outra com o passar do tempo. No caso da decoração urbana, isso pode ser mais difícil de acontecer por ser tão autêntica – geralmente similar à personalidade de quem optou pelo estilo. Dessa forma, a liberdade que a arte de rua traz está nas possibilidades artísticas, seja uma colagem, uma pintura em spray ou a reprodução de ilustrações.

Se for o caso e você ainda quiser mudar, não tem problema: basta escolher novos tons para as paredes, novas colagens para sobrepor às antigas e imprimir novas mensagens que trarão novos ares à casa e à rotina. Para isso, os papéis de parede são sempre bem-vindos para transformar ambientes e os olhares que damos a eles.


O estilo urbano, representado pela arte de rua, pode ser mais que uma escolha de decoração. É parte de um movimento, uma forma de expressão que nasceu como uma forma de manifestação cultural e literária, ganhando força a partir da pintura, música, dança e outras expressões. O artista americano Keith Haring foi um dos artistas que marcaram a cena artística dos anos 1980, deixando sua marca em espaços de destaque pelo mundo.

Além de pintar murais em vários países, ilustrou painéis luminosos na Times Square, cenários de peças de teatro, campanhas publicitárias e produtos personalizados. Ao longo de sua carreira, dedicou grande parte de seu tempo à elaboração de obras públicas, que muitas vezes transmitiam mensagens sociais. 

Inspire-se com a obra deste e tantos outros artistas que propõem mudanças para transformar sua casa e fora dela também.

Sale Tok Stok

Foto divulgação Tok&Stok. Os produtos aqui expostos estão sujeitos a disponibilidade de estoque no portfólio atual.