Perguntamos aos nossos clientes suas dúvidas na hora de decorar e aqui estão as respostas


Seja na mudança para um novo espaço ou ao renovar um ambiente, é comum ter dúvidas de decoração e até medo desse processo. Essa insegurança pode aparecer tanto nas grandes transformações como nos pequenos detalhes do dia a dia, sejam elas planejadas ou de repente. Na vida, no trabalho ou em casa. E quando você vence esse medo, o novo ganha vida, forma, cor. Afinal, toda mudança traz inúmeras possibilidades.

Para trazer respostas para perguntas mais comuns na hora de decorar ou redecorar, compilamos cinco questões que podem ser a solução ou a inspiração para .

1. Como combinar dois estilos de decoração?

Boho e industrial? Japandi e contemporâneo? Entre as dúvidas de decoração mais comuns, muitos se perguntam se a mistura de estilos e tendências pode gerar um excesso de informações no visual do ambiente. Esse receio pode bloquear a criação de espaços versáteis e multifuncionais.

Para tranquilizá-lo, já podemos dizer que a mistura de estilos traz originalidade para um projeto, muitas vezes de forma única.

Seguir sempre uma paleta de cores bem definida ajuda nessas composições. Couros e madeiras mais rústicas podem trazer mais originalidade ao estilo Boho, por exemplo. O ideal é tentar seguir um padrão, seja nas cores, texturas, acabamentos ou desenho dos itens que serão inseridos no espaço. 

Além disso, peças únicas e arrojadas podem fazer toda a diferença em alguns casos, deixando o ambiente autêntico e com a personalidade do morador.

2. Como decorar um rack de madeira rústica ou natural?

Normalmente presente na sala de TV, o rack contribui não apenas com sua funcionalidade, mas com sua cor e design. Seja uma peça pequena ou robusta, o móvel ajuda a compor o layout do espaço e também merece atenção na hora de decorar.

Entre as dúvidas de decoração mais comuns está justamente em ornamentar (ou não) racks de madeira rústica ou natural, com tonalidade mais clara. Plantas são um acerto nesses casos, já que o contraste do verde das folhas com a madeira (seja ela natural, de coloração mais escura ou com um aspecto mais rústico) dá vida e ao mesmo tempo um ar aconchegante ao espaço. Uma composição de cerâmicas ou vidros reciclados também confere personalidade e um visual marcante e delicado ao mesmo tempo.

3. Como decorar o mesmo ambiente com peças de materiais diferentes?

É comum pensarmos que combinações só acontecem com materiais e texturas iguais. Mas o oposto dessa ideia é também muito bem-vindo: a beleza está bastante presente nos contrastes, permitindo a decoração de um mesmo ambiente com materiais diferentes.

Embora os materiais sejam distintos, produtos com a mesma cor tendem a trazer unidade para o espaço. Se a ideia for evidenciar os itens, invista em texturas e acabamentos que tragam certa divergência. Por outro lado, se a ideia for neutralizar as peças, trabalhe com composições mais limpas e neutras, como em um estilo Japandi ou minimalista.

4. Toda sala tem que ter aparador?

De acordo com a proposta do ambiente, todo espaço tem suas peças essenciais. Entretanto, algumas já nascem com a versatilidade entre seus benefícios e podem habitar diferentes locais – como é o caso do aparador.

A principal função do aparador, é o apoio de objetos e pertences, sendo assim, ele costuma ser posicionado em locais estratégicos pela casa, como hall de entrada, por exemplo.

Ao usar o aparador na sala, certifique-se de que o móvel esteja em um local estratégico para atuar como suporte. Da mesma forma, também usamos o aparador como um complemento da decoração. Em uma composição de vasos arrojada ou um belo arranjo de flores, tais composições evidenciam e agregam charme ao móvel e ao cômodo como um todo.

5. Posso ter luz amarela em um cômodo e branca em outro?

Esta também é uma das dúvidas de decoração mais frequentes de quem está renovando seus ambientes. É importante saber que espaços onde se necessitam maior visibilidade e atenção requerem iluminação estimulante, como por exemplo na cozinha e em espaços de trabalho. Nesses locais, a luz branca é ideal.

Por outro lado, quando a ideia é criar espaços mais relaxantes e aconchegantes, a luz amarela é uma ótima aliada, pois deixa os espaços mais acolhedores. Este tipo de iluminação pode ser utilizado em salas e quartos nas luminárias de piso, por exemplo. Em conclusão, lembre-se: a iluminação ideal é aquela que traz conforto visual para o ambiente.

6. Dúvida extra: Diferenças entre luminárias e seus usos

Lustres e luminárias de teto trazem sofisticação aos ambientes e podem ser utilizados como pontos focais e peças-chave na decoração dos espaços. Luminárias de teto ou pendentes são ótimas opções para instalar sobre mesas de jantar, por exemplo.

Ao mesmo tempo, você pode usar luminárias de mesa em mesas laterais ou de cabeceiras, assim como o abajur. Existem também as luminárias de mesa para espaços de trabalho. Nesses casos, vale se atentar ao tipo de luminária e lâmpada adequadas para estes espaços.

Se você quiser usar luminárias de piso no mesmo espaço que já usa luminárias de mesa, considere a disposição dos itens para não gerar um excesso de iluminação que comprometa os espaços.


Mesmo sendo uma atividade profissional, a decoração de interiores pode ser uma prática versátil e personalizada. As necessidades diárias, a autenticidade do morador e o bem-estar que cada ambiente deve trazer são pontos cruciais na hora de mudar. Encontre as tendências que mais expressam quem você é e transforme seus espaços com Tok&Stok.

Sale Tok Stok

Foto divulgação Tok&Stok. Os produtos aqui expostos estão sujeitos a disponibilidade de estoque no portfólio atual.